• Ícone do Instagram Preto
  • Ícone do Facebook Preto
  • Ícone do Pinterest Preto
  • Preto Ícone YouTube
  • Preto Ícone LinkedIn
Buscar
  • Amanda Cavassani

Você vive em guerra com seu guarda-roupa?

Atualizado: Out 26



Você, entra ano sai ano, tem a sensação de que vive em guerra com seu guarda-roupa? Parece que nunca tem nada para vestir? Acredita que não tem um estilo pessoal definido e por medo de errar, só faz combinações com preto e branco?


A resposta para essas perguntas é simples: nos vestimos no piloto automático. A verdade é que a gente não quer gastar tempo, nem energia pensando no que vai vestir, muito menos pensar se estamos sendo coerentes com a nossa autoimagem.

Ao longo da minha jornada como Consultora de Imagem tenho atendido mulheres que chegam com as mais variadas questões na imagem. Esses questionamentos que mencionei acima são apenas algumas das dores das minhas clientes, e o que elas têm em comum é a vontade por mudança, de sair do piloto automático. Nós como seres humanos necessitamos nos desenvolver e nos aperfeiçoar, e com o estilo pessoal, não é diferente. Ele precisa ser pensado e nutrido diariamente.

Comigo não foi diferente. Meu primeiro contato com a Consultoria de Imagem aconteceu quando estava terminando minha primeira formação em Direito aos 23 anos de idade. Tinha uma imagem muito imatura, uma voz fina e um cabelão cacheado Gostava de tudo que tinha referências românticas: babado, renda, cores suaves. As roupas que tinha no armário não me ajudavam a transmitir a imagem que desejava: de uma advogada firme, segura e que transmitisse credibilidade . A partir daí, percebi que precisava de ajuda e comecei a procurar profissionais que pudessem me orientar. Passar pela Consultoria foi um momento de grande transformação pessoal. A partir daí, me senti mais livre e consciente das minhas escolhas e a sementinha da minha futura profissão já estava lançada. O processo de Consultoria de Imagem te ajuda a trazer nossos pensamentos e dar nossos usos aos acessórios e roupas que você já usava anteriormente. É preciso tirar o rótulo das roupas. 2020 começou atípico e um vírus nos fez ficar em casa mais tempo do que gostaríamos. Num primeiro momento da quarentena cheguei a pensar que minha profissão não faria sentido porque, afinal, quem iria querer saber de estilo com tanta coisa acontecendo? Mas, com o passar dos meses consegui entender que esse é momento ideal para uma reflexão: pensar quem somos ou quem queremos ser, em como será seu estilo pessoal daqui para a frente.


Afinal, com mais tempo em casa, é mais fácil conseguir tempo para vermos o que temos escondido no guarda-roupa. É possível que a partir de agora precise de roupas mais confortáveis para trabalhar em seu home office, ou talvez você tenha ganhado ou perdido peso e não consegue mais se entender com o espelho.


Final do ano também é sempre um momento de reflexão, de pensarmos o que deu certo e o que precisa ajustar. Então responde pra mim as perguntas a seguir:


  1. Você vive em briga com seu guarda-roupa?

  2. Você tem dúvidas sobre o que sua imagem transmite?

  3. Você vive comprando, mas não acerta o que vestir?

  4. Você vive usando o básico por medo de errar?

  5. Você não consegue adequar seu tipo físico às roupas que veste?

  6. Você só usa preto porque não sabe combinar cores?

  7. Você não sabe como combinar roupa com acessórios?


Se você respondeu sim para a maioria dessas perguntas, eu posso te ajudar!


Então anotar as dicas que vou dar a seguir:

Vamos começar fazendo um levantamento de tudo que você tem no armário. Agora que estamos mais tempo em casa essa tarefa ficou mais fácil. Faça um inventário mesmo. Liste tudo! Experimente tudo!


Você não precisa fazer tudo de uma vez, pode fazer por etapas, mas comece fazendo as seguintes perguntas:

  • Isso ainda me representa?

  • Com que frequência usarei isso?

  • Eu realmente levarei essa peça para o ajuste?

  • Tenho outras peças que combinem com essa em específico?

  • O cuidado com essa peça de roupa cabe na minha rotina?

  • O que eu gostaria de ter?


Se a reposta por sim, a peça retorna para o seu guarda-roupas.

Se a resposta por não, separe as peças por pilhas.


Pilha do que vai para doação: peças que estão velhinhas, mas em bom estado de conservação.


Pilha do bazar: peças que não te representam mais, mas tem algum valor comercial e é possível vender.


Pilha da lavanderia: peças que estão desbotadas, manchadas e que vale a pena fazer uma lavagem mais específica.


Pilha dos ajustes: peças que não estão com caimento perfeito, mas com alguns pequenos consertos vai ficar incrível. Essa é a primeira etapa para ter um guarda-roupas que represente quem você é, especialmente agora que estamos próximo a iniciar um ano novo. Espero que esse post faça sentido para você e que te faça repensar seu armário, e mais do que isso, como será sua versão 2021. Deixe seu comentário, dúvida ou sugestões, que irei responder a todos com muito carinho.


No próximo post vou te ensinar técnicas de como ter um guarda-roupas coerente e dentro do seu estilo de vida, e o melhor, sem precisar gastar nada!


E se você, de alguma forma, se identificou e quer saber mais, se inscreva (aqui) na minha newsletter para ativar as notificações. Nos vemos em breve e até logo ;)

75 visualizações

AV. ALMIRANTE BARROSO Nº 81 - 34ª
CENTRO - RJ - 20.031-004
(21) 97205-2269
CONTATO@AMANDACAVASSANI.COM

RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES
  • Ícone do Instagram Preto
  • Ícone do Facebook Preto
  • Ícone do Pinterest Preto
  • Preto Ícone YouTube
  • Preto Ícone LinkedIn

©2020 POR AMANDA CAVASSANI