top of page

Especial Dia das Mães: Mulheres que nos inspiram

Atualizado: há 6 dias



Apresentação escolar de Dia das Mães
Eu e minha família na apresentação de Dias das Mães

No segundo domingo de maio, comemoramos o Dia das Mães. Sabemos que é uma data comercial, mas o Marketing sabe exatamente como nos tocar, não é mesmo? 😅


Neste ano, tive uma experiência especial com minha filha Lara, que completou recentemente seus 7 anos. Fomos assistir à apresentação em comemoração ao Dia das Mães na escola dela. Eu não sou uma mãe muito emotiva, mas ver nossa filha, junto com dezenas de outras crianças, cantando o quanto somos importantes para elas, encheu meu coração de orgulho!


Durante a apresentação, a escola relacionou as Olimpíadas de 2024, que será sediada em Paris, com mulheres que tiveram grandes feitos. Cada criança representava um continente, usando camisetas coloridas, e uma mulher inspiradora. Ellen Johnson-Sirleaf representou o continente africano; Xian Zhang, o asiático; Cathy Freeman, o oceânico; Maria Montessori, o europeu; e Cora Coralina, o americano.


5 argolas coloridas representando os cinco continentes
Logo Olimpíadas Paris 2024

Todas essas mulheres incríveis contribuíram de maneira significativa para tornar nosso mundo melhor. Elas nos inspiram a conhecer suas histórias e acreditar em nossas próprias capacidades.


Continente Africano


Representando o continente africano, Ellen Johnson Sirleaf é uma mulher negra que enfrentou desafios em uma sociedade machista e patriarcal. Casou-se aos 16 anos e, aos 19, interrompeu seus estudos. Retornou à escola quando viajou com o marido para os EUA, fazendo um curso técnico em Contabilidade no Madison Business College em 1957, aos 24 anos. Após anos de abusos e violência doméstica, ela se separou. Em 1968, aos 34 anos e mãe de quatro filhos, formou-se em Economia e Administração Pública na Universidade de Harvard. Retornou à Libéria em 1972, convidada pelo presidente William Tolbert para trabalhar no Ministério das Finanças. Ellen se tornou a primeira mulher presidente da Libéria em 2005 e, junto com Leymah Gbowee, ganhou o Prêmio Nobel da Paz em 2011. Foi responsável pela primeira transferência pacífica de poder na Libéria em quase 50 anos, após seu partido ser derrotado nas eleições de 2017.


Ellen Johnson Sirleaf é uma mulher negra que enfrentou desafios em uma sociedade machista e patriarcal.

Continente Asiático


Representando o continente asiático, Xian Zhang é uma maestrina chinesa-americana nascida em 1973. Ela começou a estudar música na infância e, aos 16 anos, iniciou seus estudos de regência. Mudou-se para os EUA em 1998, onde concluiu seu doutorado em música. Zhang foi regente associada da Filarmônica de Nova York e diretora musical da Orquestra Sinfônica de Sioux City e da Orquestra Sinfônica de Milano Giuseppe Verdi. Em 2015, tornou-se a primeira mulher a ser nomeada diretora musical da Orquestra Sinfônica de Nova Jersey. Em 2019, foi anunciada como regente principal convidada da Orquestra Sinfônica de Melbourne. Ela é casada e tem dois filhos. Ela se apresentará no Brasil em Junho, em São Paulo. Mais informações aqui.


Xian Zhang é uma maestrina chinesa-americana nascida em 1973

Continente Oceânico


Representando o continente oceânico, Cathy Freeman é uma atleta australiana especialista nos 400 metros rasos. Foi a primeira atleta aborígene a representar a Austrália nos Jogos Olímpicos (Atlanta 1996) e a vencer o Campeonato Mundial de Atletismo (Atenas 1997). Ainda é seu o recorde da Oceania nos 400m com a marca de 48 segundos e 63 centésimos conquistado em 29 de julho de 1996 nos Jogos Olímpicos de 1996. Em 2000 teve a honra de acender a Pira Olímpica na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Sydney.


Cathy Freeman é uma atleta australiana especialista nos 400 metros rasos.

Continente Europeu


Representando o continente europeu, Maria Montessori, educadora e médica italiana, é reconhecida pelo desenvolvimento do Método Montessori, amplamente utilizado em escolas ao redor do mundo. Nascida na Itália, Montessori desde jovem demonstrou interesse por ciências como matemática e biologia, apesar das expectativas familiares para que se tornasse professora. Optou, então, por estudar Medicina na Universidade de Roma, graduando-se em 1896 como uma das primeiras mulheres médicas da Itália. Sua atuação com crianças com necessidades especiais na clínica da universidade despertou seu interesse pela educação infantil. Além de sua contribuição para a pedagogia, Maria Montessori defendeu uma visão humanizada das crianças com deficiência, desafiando a concepção clínica tradicional. Seu trabalho revolucionário impactou significativamente a forma como a educação infantil é entendida e praticada até hoje.


Maria Montessori, educadora e médica italiana, é reconhecida pelo desenvolvimento do Método Montessori

Continente Americano


E, finalmente, a representante brasileira representando o continente americano: Cora Coralina, pseudônimo de Anna Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, foi uma renomada poetisa e contista brasileira. Apesar de ter começado a escrever na adolescência, seu primeiro livro, "Poemas dos Becos de Goiás e Estórias Mais", foi publicado em 1965, quando tinha quase 76 anos. Sua obra é marcada pela simplicidade e pela riqueza dos temas do cotidiano do interior brasileiro. Cora, que era doceira de profissão, cozinhava versos e rimava doces, produzindo uma poesia que transbordava sensibilidade e autenticidade. Recebeu diversos prêmios ao longo de sua vida, incluindo o título de Doutora Honoris Causa da UFG e o Prêmio Juca Pato da União Brasileira dos Escritores. Em 2006, foi condecorada postumamente com a Ordem do Mérito Cultural.


Cora Coralina, pseudônimo de Anna Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, foi uma renomada poetisa e contista brasileira.

Todas essas mulheres tiveram feitos que serão lembrados por gerações e que nos servem de inspiração nos dias em que não estamos motivadas.


E você sabe como essas mulheres conseguiram conquistar esses espaços? Porque elas acreditaram em si mesmas. Eu estou dedicando parte da minha criação de conteúdo para lhe dizer que: eu acredito em você!


Eu sei que muitas das minhas leitoras não contam com apoio de familiares ou amigos, então, quero que saibam que eu torço e vibro por suas conquistas! Espero que saiba que em algum lugar deste planeta existe uma mãe e consultora de imagem, que acredita no seu potencial e espera ansiosamente seus grandes feitos. Por isso, não desista!


Se você tem uma pesquisa, e está desencorajada, siga em frente. Pessoas irão usufruir dos benefícios dos seus estudos. Se você é uma cantora, e também está pensando em desistir, saiba que muitas pessoas pagarão para te ouvir cantar. Se você é uma mãe, que está na luta com a balança, saiba que estou na torcida para te ver correr uma meia maratona. Se você trava uma luta contra o espelho diariamente, quero te dizer que você é simplesmente a maior e a melhor criação do Senhor. Somos sua imagem e semelhança, e sim, você é linda!


Sua responsabilidade é começar a acreditar em quem você é e no que é capaz de fazer. É hora de ocupar o seu lugar, sem pedir desculpas, e ser corajosa o suficiente para ser você mesma. É hora de se tornar quem você está destinada a ser.


Quero finalizar deixando uma poesia de Cora Coralina:


Ofertas de Aninha (aos moços)


Eu sou aquela mulher

a quem o tempo

muito ensinou.

Ensinou a amar a vida.

Não desistir da luta.

Recomeçar na derrota.

Renunciar a palavras e pensamentos negativos.

Acreditar nos valores humanos.

Ser otimista.


Creio numa força imanente

que vai ligando a família humana

numa corrente luminosa

de fraternidade universal.

Creio na solidariedade humana.

Creio na superação dos erro

se angústias do presente.


Acredito nos moços.

Exalto sua confiança,

generosidade e idealismo.

Creio nos milagres da ciência

e na descoberta de uma profilaxia

futura dos erros e violências

do presente.


Aprendi que mais vale lutar

do que recolher dinheiro fácil.

Antes acreditar do que duvidar.


Cora Coralina


Beijos da sua consultora e até breve!

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page